top of page

Bap Store, o marketplace de recompensas afro-Multi do Painel Bap




Fim de ano chegando e com ele, começamos a busca para presentear quem amamos. Dentro da cultura africana, quando chega essa época, é o momento de fortalecer princípios e os laços da comunidade preta, abrangendo os aspectos culturais e econômicos, criando assim uma base sólida para toda a comunidade.



Kwanza


O Kwanzaa é uma celebração cultural e religiosa típica da cultura afro-americana, comemorada entre os dias 26 de dezembro e 1 de janeiro. A festa contemporânea do Kwanzaa foi criada em 1966 por Ronald Karenga - líder e fundador do grupo de luta pelos direitos dos negros “UsOrganization” – com o intuito de aproximar os negros das suas raízes africanas e traz consigo alguns principios.

Esses princípios são denominados como Nguzo Saba, e são eles: Umoja (união); Kujichagulia (responsabilidade com o próprio futuro); Ujima (trabalho coletivo na comunidade); Ujamaa (economia cooperativa); Nia (propósito de expandir a cultura africana); Kuumba (criatividade para tornar a comunidade mais bonita e bem-sucedida); Imani (fé ao honrar ancestrais e tradições de líderes africanos). Saiba mais clicando aqui.


Responsabilidade com a economia coletiva


Ao presentear alguém querido, com produtos que nos representam e adquirindo de afroempreendedores, é um ato de extrema importância para manter a comunidade unida e prosperando.

A Bap Store é um marketplace que oferta produtos como recompensas do Painel BAP. Em 2013, influenciada pelas luzes, os táxis amarelos e o culto ao work hard de Nova York, a CEO do Painel Bap, Luanna Teofillo, percebeu que havia falta de representatividade de produtos afro no Brasil, o que também era uma oportunidade de negócio, e assim começa a Bap Store. O modelo de negócio evoluiu até se tornar a central de recompensas dos Painelistas do Painel Bap, que participam de pesquisas de mercado remuneradas e pode escolher recompensas em dinheiro (o querido Bapix), produtos e serviços de afroempreendedores.

Bap é acrônimo para a expressão Black American Princess (Princesa ou Príncipe Preto Americano) usada pela comunidade afro-americana para descrever pretas e pretos que pertencem à classe média e a classes altas, seu estilo de vida e seu compromisso de trazer prosperidade para a comunidade negra. Quando um Painelista escolhe uma recompensa de um afroempreendedor, está fortalecendo a economia de toda a comunidade.

Viva os princípios da prosperidade e viva a Bap Store. Boa festas e boas recompensas.


Comments


bottom of page